Marketing Político

A maioria das pessoas acredita que o marketing político é a mesma coisa que marketing eleitoral, mas existem algumas diferenças. A ideia aqui é que o candidato crie uma conexão durante com seus eleitores e não apenas para conquistar o voto na época das eleições.

O objetivo é aumentar seu eleitorado já pensando nas próximas eleições. E para isso, existem estratégias de marketing bem eficazes, de forma que a comunicação aconteça de forma mais clara e persuasiva.

Uma pergunta: você se lembra em quem votou para vereador ou deputado nas últimas eleições? Se não, é bem provável que o candidato não tenha colocado em prática as estratégias de marketing. Veja aqui o que é, como funciona, as principais estratégias e porque essa modalidade de marketing se tornou tão importante nos últimos tempos.

O que é marketing político?

Poderíamos resumir o marketing político como um conjunto de meios e métodos de:

  • Análise da opinião pública;
  • Definição de programas;
  • Elaboração e realização de estratégias;
  • Sensibilização da população aos programas;
  • Fortalecer a marca pessoal.

Mais importante do que isso, é o candidato se comunicar de forma efetiva com seus eleitores, sempre visando conquistar mais votos e ter uma boa imagem diante da opinião pública. E principalmente, para se destacar dos outros candidatos.

Hoje, existem diversos canais para um candidato se comunicar com seu eleitorado, como redes sociais, programas em rádio e TV, panfletos, campanhas por e-mail, etc. Mas se o marketing não for aplicado de forma inteligente e eficaz, nada disso vai surgir efeito.

Por que é importante?

O principal aspecto é que é através do marketing político que um candidato consegue se aproximar de seus eleitores, de forma a atender seus desejos e necessidades.

Acontece que alguns políticos só se preocupam em aplicar estratégias de marketing durante o período eleitoral, mas quando o marketing é feito de forma estratégica, a tendência é que esse político alcance mais eleitores e fique na memória deles.

Tenha em mente que é muito importante que a imagem de qualquer pessoa que ocupa um cargo público precisa ser forte, pois é isso que vai aumentar o seu eleitorado.

Um outro ponto que merece atenção é como esse político se comunica. Por exemplo, se ele não transmite suas ideias de uma forma clara e compreensível, dificilmente vai atrair mais eleitores. Por exemplo, não adianta de nada um candidato usar termos técnicos quando está se dirigindo a uma classe social mais baixa e que não possui um nível X de educação, pois as pessoas não irão entender absolutamente nada.

Por isso que ao montar uma estratégia de marketing, o candidato precisa pensar primeiro em qual público quer alcançar. Procurar saber quais são suas necessidades, problemas e desejos. A partir do momento que ele conhece o perfil de seus eleitores, o processo fica bem mais fácil.

Conheça as principais estratégias do marketing político

1.Fortalecer uma marca política

Da mesma forma que uma empresa precisa fortalecer sua marca, acontece a mesma coisa com um político.

Ele precisa ser lembrado por se direcionar e se preocupar mais com uma determinada área, por exemplo, saúde, animais, meio ambiente, etc. Quando ele toma à frente e defende uma causa, isso pode atrair eleitores que se identifiquem com o que ele está lutando.

Uma outra questão é a transparência, onde cabe ao político mostrar tudo o que ele está fazendo e como isso está alinhado à sua campanha durante as eleições. Isso gera mais credibilidade e fortalece a imagem.

2.Criar um eleitorado engajado

Com o avanço das redes sociais, facilitou muito a criação de um eleitorado engajado. E através do marketing político é possível criar grupos nas redes sociais que compartilhem das mesmas ideias e projetos.

Tenha em mente que para um político se eleger, ele precisa de seus eleitores e quanto mais estes estiverem alinhados, é bem provável isso se reflita nos resultados das urnas.

Comunidades são criadas nas redes sociais não apenas para debater ideias, mas ajudam muito ao candidato a obter um feedback de suas ações, e caso algo não esteja funcionando, ele pode pensar em outras estratégias.

3.Marketing de conteúdo

Saiba que o marketing de conteúdo não serve apenas para promover um produto ou serviço. Funciona também para que um político chame a atenção de mais e mais pessoas qualificadas.

E para isso, é importante oferecer aos seus eleitores um conteúdo de qualidade, com informações relevantes e pertinentes. E quando isso acontece, aumenta muito a chance deste conteúdo ser compartilhado, especialmente nas redes sociais.

4.Estar presente nas redes sociais

Se você reparar bem nas últimas eleições, graças às redes sociais vários candidatos conseguirem se eleger porque usaram as redes sociais para apresentar projetos e ideias.

E não tem como negar a força das redes sociais, onde metade da população brasileira usa as redes sociais não apenas para postar fotos e conversar com amigos, mas para buscar informação.

Marketing político e marketing eleitoral são a mesma coisa?

Muitas pessoas ainda confundem marketing político com marketing eleitoral achando que são conceitos iguais, mas não são.

Na verdade, o marketing político é aplicado durante o período das eleições, mas não se limita a isso. Ele envolve todo um conjunto de estratégias com a finalidade de divulgar seus projetos e ações durante o seu mandato.

E quando um eleitor percebe que o candidato que ele escolheu realmente está colocando em prática tudo o que ele prometeu, esse candidato “fidelizou” esse eleitor.

Já o marketing eleitoral visa apenas aplicar estratégias para obter votos para aquela eleição. São ações de curto prazo, ou seja, tem um objetivo específico, que é conseguir ser eleito.

Nós temos exemplos bem fortes de políticos que investiram em marketing e isso comprova que realmente funciona: Barack Obama, Donald Trump e voltando para o nosso país, o presidente Jair Bolsonaro conseguiu uma base forte de seus eleitores em redes sociais.

Conclusão

Você acabou de ver que o marketing político não é importante apenas durante o momento das eleições, mas seu principal objetivo é a longo prazo, a fim de criar uma imagem forte e assim, conquistar mais e mais eleitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *