a estrategia do oceano azul

A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL

Nos dias atuais, diversas técnicas novas estão surgindo para melhorar a administração e vendas das empresas. E muitas delas se utilizam de metáforas, como é o caso da estratégia do oceano azul.

E é possível afirmar que, em tempos onde muitos nichos estão saturados, deixar de lado a disputa e competição acirrada pode ser a melhor forma de trabalho para se atingir o sucesso esperado.

Neste artigo iremos mostrar informações muito importantes relacionadas à estratégia do oceano azul, assim como formas de aplicação e um exemplo de uma empresa que utiliza este método.

E para que você tenha acesso a todo esse conteúdo, continue a leitura desta postagem até o final!

Saiba o que é a estratégia do Oceano Azul

A estratégia do oceano azul foi o resultado de um estudo feito pelos pesquisadores W. Chan Kin e Renée Mauborgne, que culminou em um livro com o mesmo nome, publicado em 2005.

A pesquisa tomou como base diversas empresas com cerca de 150 movimentos em prol de resultados mais atrativos, em aproximadamente 30 nichos ou segmentos diferentes.

Foram pesquisados negócios ao longo de 100 anos, tendo início a partir de 1880 até 2000.

A ideia principal desta técnica é deixar de navegar pelo oceano vermelho, que normalmente é sangrento e atormentado devido a competitividade das empresas, para se aventurar em águas calmas, mesmo que ainda não tenham sido exploradas.

Podemos considerar então o oceano azul como um mercado mais livre, amplo, com poucas empresas atuando, enquanto o oceano vermelho está saturado, com a presença de muitas empresas concorrentes.

Mas, para ingressar no oceano azul, não necessariamente será preciso desenvolver um produto ou serviço nunca produzido antes. Em alguns casos, o simples fato de promover seu negócio para públicos diferentes já é uma forma de inovação.

Por que usar essa estratégia?

São diversos os motivos que tornam a utilização da estratégia do oceano azul importante. Um deles é a possibilidade de conduzir a marca até públicos que ainda não foram atingidos.

Um outro ponto fundamental é a diminuição de conflitos com possíveis concorrentes, o que aumenta consideravelmente as chances de fazer com que o negócio seja bem-sucedido. Confira na lista a seguir mais alguns motivos importantes:

• desenvolver um espaço que ainda não tenha sido explorado por algum mercado existente, afinal de contas, é muito difícil pensar em algo que ainda não tenha sido inventado;

• ter acesso a ferramentas que ajudem a compreender as oportunidades, desta forma é possível enxergar produtos ou mercados alternativos, trazendo soluções que se afastem das ideias comuns, pois essas podem ser postas em práticas por qualquer pessoa;

• aumentar as chances de sucesso e diminuir as de fracasso, pois através da estratégia do oceano azul é possível fazer avaliações relacionadas com a utilidade do produto/serviço, o preço, o custo e como o item será recebido pelo público;

• fazer com que a ideia se transforme de execução para estratégia, possibilitando assim a criação de ações mais eficazes;

• ter um resultado ganha-ganha, ou seja, onde todas as partes envolvidas no negócio possam ser beneficiadas,, considerando o valor, lucro e quais pessoas serão atendidas, tornando mais fácil criar boas estratégias que levem até os resultados esperados.

Como colocar essa estratégia em prática?

Existem alguns itens que devem ser seguidos para que a estratégia do oceano azul possa ser colocada em prática e comece a surtir efeito. Veja quais são eles na lista a seguir:

• eliminar possíveis atributos que não trarão o valor que você espera ou deseja;

• reduzir a atenção para determinados atributos que precisam permanecer, mas sem que seja necessário empregar o máximo esforço da empresa, oferecendo itens de valor, evitando trazer mais trabalho e custos mais elevados;

• acrescentar possíveis atributos que sejam inovadores e não sejam usados por potenciais concorrentes. Vale pesquisar outros segmentos de mercado para obter novas ideias;

• aumentar a qualidade de determinados atributos que tanto você quanto seu concorrente ofereçam, mas que não recebam a atenção necessária.

Estes são os quatro pontos chave para se colocar em prática a estratégia do oceano azul, e que foram usados por todas as empresas que embarcaram neste estilo de negócio.

Ferramentas que podem ser utilizadas

A estratégia do oceano azul dispõe de algumas ferramentas capazes de oferecer bons resultados, além de grande clareza de visualização. Veja quais são elas:

• matriz de avaliação de valor: é importante para se compreender a situação atual de mercado. Ela conta com um eixo horizontal, que mostra os critérios de competição e o vertical, que compara o grau de satisfação dos clientes em cada critério;

• modelo das quatro ações: trata-se de quatro perguntas que ajudam a conseguir baixo custo e diferenciação de forma simultânea. São elas:

            • quais os atributos considerados indispensáveis que devem ser eliminados;

            • quais atributos podem ser reduzidos bem abaixo dos padrões da concorrência;

            • quais deles podem ser elevados bem acima destes mesmos padrões;

            • quais atributos nunca oferecidos podem ser criados.

Cirque du Soleil

Como já mencionado anteriormente, foram mais de 100 anos de empresas pesquisadas nos mais diversos segmentos, que se apropriaram desta técnica, mesmo que de forma inconsciente.

O Cirque du Soleil é, sem dúvida nenhuma, um dos maiores exemplos de utilização da estratégia do oceano azul. Em menos de 20 anos conseguiu atingir um nível de receita muito além do obtido por muitos outros concorrentes.

E isso aconteceu graças à ideia de se unir a diversão presente nos picadeiros, com o bom gosto existente no cinema e teatro.

É um espetáculo totalmente inovador, voltado para os adultos de alta renda. Eles não utilizam animais em suas apresentações e nem realizam espetáculos de forma simultânea.

Por esse motivo, conseguiram reduzir os custos e oferecer uma experiência diferenciada ao mesmo tempo, fatores exclusivos da estratégia do oceano azul.

Conclusão

Neste artigo você pôde conhecer mais em relação a estratégia do oceano azul, como ela surgiu, como pode ser posta em prática e qual sua importância para os negócios.

Você conferiu também o maior exemplo de utilização desta técnica. Existem diversas outras empresas, como a Nintendo e a Apple, que também se apropriaram deste método, pelo menos até começarem a ter concorrência.

Gostou deste artigo sobre a estratégia do oceano azul? Então nos deixe seu comentário para que possamos saber sua opinião.

Ficou com alguma dúvida? Nos envie uma mensagem, será um prazer lhe ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *